Morre líder que resistiu a golpe chavista

O ex-presidente da Venezuela Carlos Andrés Pérez morreu aos 88 anos na tarde de sábado em Miami, vítima de uma parada respiratória. Andrés Pérez foi presidente de 1974 a 1979 e 1989 a 1993. Durante seu segundo governo, em 1992, sofreu um fracassado golpe de Estado liderado por Hugo Chávez, atual presidente da Venezuela.

, O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2010 | 00h00

Andrés Pérez foi destituído do cargo em 1993, após um processo de impeachment no qual foi acusado de peculato e malversação de verbas. Seus governos marcaram a política venezuelana com o início da nacionalização do petróleo na década de 70, e com a crise social que abriu caminho para a eleição de Chávez, em 1999. Fundou a estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA), que permitiu a seu país favorecer-se dos altos preços do petróleo bruto e ganhar o apelido de "Venezuela saudita".

No início de seu segundo mandato, enfrentou o "caracaço", a maior revolta popular das últimas décadas. Os protestos, motivados por um pacote econômico para enfrentar a enorme divida externa do país, deixaram oficialmente 276 mortos e prejuízo de US$ 150 milhões. / AFP e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.