Morre o ex-presidente Argentino Raúl Alfonsín

Alfonsín foi o primeiro presidente eleito após o fim do regime militar no país; ele sofia de câncer no pulmão.

Marcia Carmo, BBC

31 de março de 2009 | 21h42

O ex-presidente argentino Raúl Alfonsín (1983-1989) morreu na noite desta terça-feira, aos 82 anos de idade, segundo informaram as principais emissoras de televisão da Argentina.

Primeiro presidente eleito após o fim do regime militar no país, Alfonsín sofria câncer no pulmão há cerca de um ano e seu estado de saúde havia se complicado nos últimos dias, como confirmou seu médico particular, Alberto Sadler.

Sadler confirmou a morte do ex-presidente, dizendo que tudo ocorreu "com muita tranquilidade".

Segundo ele, Alfonsín estava dormindo, rodeado por familiares em seu apartamento, no bairro da Recoleta, em Buenos Aires. "Ele tinha um câncer de pulmão e a pneumonia complicou sua situação", disse o médico.

Democracia

Alfonsín é definido por populares e analistas de diferentes tendências como um político que "entrou para a história democrática argentina".

Ele deixou o governo seis meses antes do fim de seu mandato, em meio a uma grande crise econômica e um cenário de hiperinflação. Alfonsín foi sucedido por Carlos Menem.

Os principais canais de televisão da Argentina interromperam sua programação para informar a morte do primeiro presidente eleito no país após a ditadura militar, entre 1976 e 1983.

Após a divulgação da notícia, populares começaram a gritar o nome de Alfonsín na porta de sua residência, em Buenos Aires. Muitos choraram e acenderam velas.

O filho do ex-presidente, Ricardo Alfonsín, disse, mais cedo, que o pai já tinha experimentado "outros momentos delicados" desde que ficou doente, mas que, desta vez, não reagia aos medicamentos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
argentinamorteraúl alfonsín

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.