Morre o último membro do Bando dos Quatro

Yao Wenyuan, o último membro ainda vivo do célebre "Bando dos Quatro", grupo de líderes chineses acusado pelos excessos e desastres da Revolução Cultural (1966-76), morreu de diabetes, informou hoje a agência oficial chinesa Nova China. Yao, que junto a Zhang Chunqiao, Jiang Qing e Wang Hongwen "aterrorizou a China" em palavras da própria imprensa estatal, morreu em 23 de dezembro, mas a notícia só foi tornada pública hoje, um atraso que costuma ser freqüente quando se trata de figuras políticas "delicadas". O político, que ocupou o cargo de diretor do departamento de propaganda, foi sentenciado a 20 anos de prisão em 1976, no final do turbulento período, e saiu da prisão em 1996, após cumprir integralmente a pena imposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.