Dana Farber Cancer Institute/AP
Dana Farber Cancer Institute/AP

Morre pequena fã que casou simbolicamente com Bieber

Faleceu na manhã de hoje uma menina norte-americana de seis anos cujo amor pelo ídolo adolescente Justin Bieber levou psiquiatras e enfermeiras de um hospital de Boston a organizarem um casamento simbólico da criança com o cantor enquanto ela lutava contra um raro tipo de câncer no cérebro.

Agência Estado

26 de setembro de 2012 | 17h09

A família da "Sra. Bieber" - como ela mesmo gostava de se chamar - confirmou o falecimento via Twitter: "Oh, Avalanna, a estrela mais brilhante. Você levou nossos corações com você, nosso maior amor".

Durante o casamento simbólico, a menina segurou um buquê de flores, vestiu uma camiseta que dizia "Futura Sra. Bieber" e ficou ao lado de um retrato do cantor, embaixo de uma faixa que dizia "Recém-casados". A imagem gerou uma campanha nas mídias sociais para ajudá-la a conhecer o cantor.

Bieber chegou a se encontrar com a menina em Nova York, onde os dois passaram algumas horas juntos. Depois do encontro, o artista escreveu no Twitter que a experiência foi inspiradora e que foi a melhor coisa que já havia feito até então. "Ela foi incrível! Sinto-me realmente inspirado agora! #MrsBieber", publicou.

Hoje, depois de saber do falecimento da menina, Bieber escreveu em seu Twitter: "Acabei de receber a pior de todas as notícias. Um dos mais elevados espíritos que já conheci se foi. Por favor, rezem por ela e pela família dela." A seguir, ele completou: "Descanse em paz, Avalanna. Eu te amo".

Avalanna padecia de um tipo raro de tumor que afeta o cérebro e a medula óssea. A doença costuma acometer crianças pequenas e avança rapidamente. Apenas 30 casos como esse são diagnosticados por ano nos Estados Unidos, disse o Dr. Charles Robert do Instituto de Câncer Dana-Farber, onde Avalanna foi tratada.

A menina "foi diagnosticada quando tinha um ano e meio e respondeu ao tratamento inicial por um bom tempo, mas o câncer continuou voltando e, ultimamente, o organismo dela já não estava mais reagindo", disse Robert. Segundo o médico, Avalanna faleceu em casa.

O instituto de câncer lamentou o falecimento dizendo que "ela era uma jovem muito corajosa que viveu com graça e determinação". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAJUSTIN BIEBERÓBITO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.