Morre rabino Ovadia Yosef, líder dos judeus sefarditas

O rabino Ovadia Yosef líder religioso e espiritual dos judeus sefarditas em Israel morreu nesta segunda-feira aos 93 anos, informaram autoridades de saúde. Yosef foi o responsável por transformar sua comunidade de imigrantes do Norte da África e nações árabes e descendentes em uma força poderosa na política israelense. Yosef usou sua autoridade religiosa para fundar o Shas, partido que representa os judeus sefarditas e se tornou um fazedor de reis em muitos governos de coalizão.

AE, Agência Estado

07 de outubro de 2013 | 16h42

Yosef foi hospitalizado em condições críticas após sofre falência dos rins e outros problemas de saúde. O rabino era reconhecido como a autoridade sefardita do século. Sua proeminência ajudou a expandir a confiança em sua comunidade, que representa metade da população de Israel, mas que empobreceu e enfrentou discriminações de judeus ashkenazi (ou europeus) que dominavam o governo de Israel e as instituições religiosas.

Durante três décadas, Yosef deu a palavra final sobre as decisões do Shas, cujos líderes buscavam sua direção para assuntos grandes e pequenos. Sem um sucessor natural, o Shas provavelmente vai entrar em um período de lutas internas e sua influência política deve diminuir.

Centenas de seguidores do líder religioso recitaram o kaddish, tradicional oração dos judeus para os mortos. A polícia de Israel fechou as ruas do centro de Jerusalém e deixou centenas de policiais preparados para o funeral.

A morte de Yosef disparou uma enorme onda de lamentações. Centenas de pessoas inundaram as ruas chorando e rezando pelo líder e rasgando suas roupas em demonstração de luto. De acordo com a polícia, mais de 500 mil pessoas compareceram ao funeral de Yosef, que se tornou o maior da história do país.

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELOVADIA YOSEFFUNERAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.