Morre sucessor de Mao Tsé-tung

Hua Guofeng ajudou a encerrar a Revolução Cultural

AP E REUTERS, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2008 | 00h00

Hua Guofeng, escolhido por Mao Tsé-tung para sucedê-lo na liderança do Partido Comunista da China, morreu ontem aos 87 anos por causa de uma longa doença, informou a TV estatal, sem dar mais detalhes.Hua tomou o poder após a morte de Mao em 1976. Mas seu poder foi sendo reduzido gradualmente até que ele se viu obrigado a renunciar à chefia do PC em 1981, que foi ocupada por Deng Xiaoping, o responsável por uma série de reformas que provocariam um boom da economia chinesa.Hua era um dos últimos líderes comunistas da velha guarda que viveram a era de Mao e ajudaram a tirar o país da caótica Revolução Cultural. Em seu leito de morte, Mao disse que com Hua no cargo, seu coração estava em paz.Semanas após ter assumido o cargo, Hua aprovou uma operação militar para prender a viúva de Mao, Jiang Qing, e os outros membros da chamada Camarilha dos Quatro, acusada pelos excessos cometidos durante a violenta Revolução Cultural, que durou uma década (1966-1976). "Ele foi uma importante figura de transição pois, ao final da Revolução Cultural, foi o homem que deu o golpe final à camarilha dos quatro", disse Steve Tsang, professor de Estudos Modernos Chineses na St. Antony?s College, Oxford.Hua foi nomeado vice-premiê em 1975 e em seguida premiê, após a morte de Chu En-lai. Pouco se sabe dos últimos anos de Hua. Alguns dizem que ele renunciou ao partido por razões de saúde em 2001, quando completou 80 anos, mas o governo não confirmou a versão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.