Morrem 16 tâmeis e três soldados cingaleses em combates

Pelo menos 16 guerrilheiros tâmeis e três soldados morreram nas últimas horas em combates entre os rebeldes e o Exército na região de Batticaloa, no leste do Sri Lanka, informou nesta terça-feira o Ministério de Defesa.Os confrontos começaram na segunda-feira e continuaram no início desta manhã na região de Vaharai, no norte de Batticaloa, uma das áreas mais afetadas pela violência entre a guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) e as tropas governamentais.Na quarta-feira, o governo de Colombo deverá analisar a possibilidade de considerar o LTTE como um grupo terrorista. A decisão seria um duro golpe nas tentativas de estabelecer um diálogo de paz.O mediador especial da Noruega para a paz no Sri Lanka, Jon Hanssen Bauer, se encontra na ilha para tentar aproximar o governo e a guerrilha. A pedido do Executivo, ele cancelou as conversas que teria nesta segunda-feira com representantes tâmeis.A última tentativa de diálogo aconteceu em Genebra no fim de outubro e terminou em fracasso.O LTTE luta há duas décadas por um Estado independente no norte e leste do Sri Lanka. A guerra já causou cerca de 65 mil mortes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.