Morrem 20 jihadistas em um bombardeio na Síria

Bombardeio realizado por aviões não identificados atingiu o principal campo de gás da Síria

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2017 | 04h23

BEIRUTE - Pelo menos 20 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram após um bombardeio aéreo de origem desconhecida perto da jazida de gás de Kunico, a maior da Síria, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. 

O alvo foi um comboio de jihadistas aos arredores de Kunico, controlada pelo EI, e a província síria de Deir al Zur, na fronteira com o Iraque. Além disso, um homem morreu durante um ataque de aviões de guerra não identificados contra o vilarejo de Yadid Bakara, no leste de Deir al Zur, segundo a ONG. 

Bombardeios similares foram observados também contra as cidades de Al Mayadín e Deir al Zur, capital da província homônima, onde os ataques provocaram danos materiais. Quase toda a província de Deir al Zur está em poder dos radicais, exceto alguns bairros da capital e do aeroporto militar. 

Ontem completaram-se três anos desde a autoproclamação de um califado por parte do Estado Islâmico na Síria e no Iraque. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Síria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.