Morrem 61 rebeldes tâmeis e 15 soldados no Sri Lanka

Confrontos aconteceram no norte do país no domingo; pelo menos três soldados desapareceram

Efe,

19 de maio de 2008 | 05h48

Pelo menos 61 rebeldes tâmeis e 15 soldados cingaleses morreram em combates travados nas últimas horas em diferentes pontos do norte do Sri Lanka, informou nesta segunda-feira, 19, uma fonte militar. No confrontou mais violento, 40 membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) perderam a vida no domingo no distrito de Mannar (norte). Durante esse combate, morreram dez soldados do Exército do Sri Lanka, onze sofreram ferimentos e outros três se encontram desaparecidos, acrescentou a fonte contatada por telefone. A guerrilha tâmil aumentou o número de baixas nas fileiras cingalesas para 26 e reconheceu a morte de três rebeldes, segundo o portal na internet Tamilnet. Também no domingo, outros 21 combatentes tâmeis e cinco militares morreram em choques que aconteceram nas regiões de Jaffna, Vavuniya e Welioya.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri Lanka

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.