Morrem ao menos 11 pessoas em queda ônibus no rio Nilo

Pelo menos 11 egípcios morreram afogadosneste sábado, e outros cinco estão desaparecidos, depois que omicroônibus onde eles estavam caiu de uma barcaça no rio Nilo,disseram fontes da área de segurança. Os 11 corpos foram tirados do rio, na região central dopaís, após o acidente, segundo as fontes. Esse foi o terceiroacidente de grande proporções desde o início, na últimaterça-feira, de feriado religioso muçulmano Eid al-Adha, noEgito. Acredita-se que os cinco desaparecidos tenham ficado presosdentro do veículo, no fundo do rio. Segundo a imprensa local,três pessoas feridas sobreviveram. Fontes de segurança afirmaram que o ônibus caiu na águaapós embarcar, enquanto a barca ainda estava atracada. Aagência de notícias estatal disse que o veículo caiu enquantoembarcava. Muitos dos mortos eram de uma família que estavam viajandode volta ao Cairo depois de passar o feriado fora, segundo aagência. Ainda de acordo com a agência de notícias, seis dos mortoseram crianças de 2 a 13 anos. O motorista do veículo teria seentregado à polícia, por temer agressões dos parentes dosmortos. Uma série de acidentes fatais nos últimos anos temmobilizado a opinião pública sobre a forma como o governo trataa segurança no transporte. Muitos desses acidentes ocorrem emferiados. Na sexta, pelo menos oito egípcios morreram numa colisão emestrada. Um dia antes, 34 pessoas ficaram feridas num acidentede trem. (Texto de Cynthia Johnston e Wael Gamal)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.