Morrem dois soldados e dois supostos terroristas na Caxemira

Dois insurgentes mortos eram estrangeiros e membros da organização terrorista Lashkar-e-Toiba

Efe,

05 de dezembro de 2007 | 04h40

Dois supostos militantes islâmicos e dois soldados morreram em um combate na Caxemira indiana, que terminou nesta quarta-feira de manhã, segundo informou uma fonte policial. O combate aconteceu no povoado de Litter Mutt, no distrito de Pulwama, no norte da Índia. Também ficaram feridos um soldado e um agente da polícia. "O confronto durou mais de 12 horas e já terminou, mas continuam as operações de busca", declarou à agência indiana "Ians" o superintendente de Polícia Sardar Khan. Segundo a polícia, os dois insurgentes mortos eram estrangeiros e membros da organização terrorista Lashkar-e-Toiba (LeT). Em 2006, morreram 1.116 pessoas vítimas da violência na Caxemira, uma região que Índia e Paquistão disputam desde a partilha e independência dos dois países, em 1947.

Tudo o que sabemos sobre:
CaxemiraÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.