Morrem oito policiais em emboscada rebelde na Colômbia

Pelo menos oito policiais morreram e outros cinco ficaram feridos ao serem emboscados por supostos guerrilheiros na madrugada desta terça-feira, em uma área rural perto de Bogotá. "Infelizmente, há oito companheiros mortos pela ação das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc)", informou o porta-voz da polícia do departamento (Estado) de Cundinamarca, capitão Eric del Toro. Cerca de 25 policiais se deslocavam em duas caminhonetes e uma moto por uma estrada que sai da localidade de Quipile, 55 km a oeste da capital, quando explosivos colocados pelos rebeldes explodiram no acostamento. Em seguida, os guerrilheiros atacaram os agentes com tiros de fuzil, aos quais os policiais responderam. O contingente policial se dirigia a Quipile para reforçar a segurança durante uma festa local. Segundo Del Toro, os feridos foram transportados para um hospital da força em Bogotá. À área da emboscada foram enviados reforços da polícia e do Exército, enquanto os cadáveres eram resgatados. Unidades de artilharia da Força Aérea sobrevoam o local. Este é o primeiro ataque do ano supostamente desferido contra a força pública pelas Farc, a principal guerrilha do país. Outro ataque atribuído ao grupo rebelde ocorreu nesta madrugada, quando um ônibus de passageiros se incendiou no centro da capital, devido a uma bomba colocada por supostos guerrilheiros. A explosão, que não deixou vítimas, foi atribuída pelo chefe dos serviços especializados da Polícia Metropolitana, coronel Orlando Dely, às "milícias das Farc".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.