Morsi aposenta ministro da defesa do Egito

O presidente do Egito, Mohamed Morsi, decidiu aposentar o ministro da Defesa, Hussein Tantawi, informou neste domingo a agência de notícias estatal Mena. Morsi também revogou um documento constitucional que dava amplos poderes às Forças Armadas do Egito, conforme explicou o seu porta-voz Yasser Ali.

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2012 | 13h56

"O presidente decidiu anular a declaração constitucional adotada no dia 17 de junho" pela Suprema Corte das Forças Armadas, que assumiu o poder no ano passado após a queda de Hosni Mubarak, disse Ali, em comunicado divulgado na televisão estatal.

A televisão estatal disse que o ministro da Defesa aposentado será substituído por Abdel Fattah al-Sissi. O chefe das Forças Armadas, Sami Anan, também foi aposentado.

Segundo a Mena, Morsi nomeou ainda o juiz Mahmud Mekki como vice-presidente, tornando-o segundo vice a ser nomeado no país em 30 anos. O ex-presidente Hosni Mubarak, que foi deposto em um levante popular em 2011, havia nomeado o seu chefe de espionagem Omar Suleiman como vice-presidente apenas poucos dias antes de ser forçado a renunciar. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoexércitopoderes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.