Morta há 58 anos, Evita ainda exerce fascínio no país

Eva María Duarte de Perón, ou "Evita", morreu em 26 de julho de 1952. A hora de sua morte, 20h25, transformou-se, durante um bom tempo, em momentos de silêncio absoluto na Argentina. "Na rádio, faziam um minuto de silêncio todos os dias, por meses. Quem interrompia o silêncio nas ruas corria o risco de ser preso", explicou ao "Estado" o historiador Daniel Balmaceda. O velório durou 14 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.