Morte de civis afegãos bate recorde

A morte de civis no Afeganistão bateu recorde desde que começou a ser computada, em 2007. Entre janeiro e junho, 1.462 afegãos morreram no conflito, um aumento de 15% em relação ao mesmo período de 2010, segundo relatório da ONU. A organização atribui 80% das mortes ao Taleban. A metade disso, a minas terrestres e ataques suicidas promovidos por insurgentes. Os principais alvos foram políticos, chefes tribais e funcionários do governo - 191 foram mortos no primeiro semestre. Segundo a ONU, 20% dos afegãos foram vítimas das forças de coalizão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.