Morte de jovem detona violência na periferia de Paris

A morte de Yacou Sanogo, 18 anos, entregador de pizza que fugia de uma blitz policial, provocou novos confrontos na madrugada de hoje em Bagnolet, no Departamento de Seine-Saint-Denis, na periferia de Paris. Um ônibus turístico e pelo menos meia dúzia de veículos foram incendiados por jovens, que também lançaram pedras contra a polícia. Na madrugada de ontem, cerca de 40 jovens lançaram coquetéis molotov, atiraram contra policiais, queimaram 29 carros e quebraram as janelas de uma escola e de uma loja. Uma pessoa foi presa.

AE, Agencia Estado

11 de agosto de 2009 | 08h54

Para fugir de uma blitz policial, Sanogo acelerou sua moto e se chocou contra um muro. A morte ocorreu na noite de domingo em Bagnolet, cidade de 34 mil habitantes a leste de Paris. Sanogo chegou a ser atendido em um pronto-socorro, mas não resistiu a um ?traumatismo torácico profundo?, conforme detalhou, em entrevista, o procurador do caso, Philibert Demory.

A confirmação da morte - e a incerteza sobre suas circunstâncias - detonou a violência na região, situada no mesmo departamento onde ocorreram rebeliões em 2005 e 2006. Jovens depredaram tudo o que viram pela frente: abrigos de ônibus, telefones públicos e placas de sinalização. A polícia respondeu com balas de borracha e bombas de efeito moral. Apesar da violência, o Ministério do Interior disse que não houve feridos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaconfrontosmortejovemParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.