Mortes em libertação de escola russa superam as 200

Tropas invadiram hoje a escola que havia sido tomada por terroristas na Rússia e esmagaram os seqüestradores que mantinham centenas de reféns no local desde quarta-feira, enquanto crianças, algumas nuas e cobertas de sangue, fugiam do prédio em meio a tiros e explosões. Autoridades informam que mais de 200 pessoas morreram na operação, segundo a agência de notícias Interfax.Noventa e cinco mortos foram identificados até agora, muitos deles crianças, e a Interfax cita fontes do Ministério da Saúde para afirmar que mais de 200 pessoas foram mortas a tiros pelos seqüestradores, que ao que tudo indica eram separatistas chechenos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.