Stringer/EFE
Stringer/EFE

Mortes por repressão na Síria passam de 3,5 mil, diz ONU

Estimativa foi feita pelo escritório para direitos humanos das Nações Unidas nesta terça-feira, 8

AE, Agência Estado

08 de novembro de 2011 | 08h50

GENEBRA - Mais de 3,5 mil pessoas foram mortas pela brutal repressão do regime da Síria a dissidentes, afirmou o escritório para direitos humanos das Nações Unidas nesta terça-feira, 8. O órgão lamentou a carnificina ocorrida nos últimos dias, mesmo com o anúncio de um plano de paz.

Veja também:

video TV ESTADÃO: Imagens mostram repressão na Síria

especialINFOGRÁFICO: A revolta que abalou o Oriente Médio

"A brutal repressão à dissensão na Síria tirou até agora a vida de mais de 3,5 mil sírios", afirmou Ravina Shamdasani, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriapolíticaviolênciaONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.