"Morto" telefona para filha durante seu funeral

Dane Squires atrasou-se para o próprio funeral. Pelo menos foi o que pareceu para seus entes queridos, reunidos num velório de Toronto para prestar as últimas homenagens ao aposentado que, acreditavam eles, teria sido atropelado por um trem. Familiares de Squires observavam o caixão sendo depositado na cova quando avisaram Trina, filha de Dane, que tinha uma ligação importante para ela. O pai de Trina estava na linha. "Ela ficou totalmente perdida", contou Gilbert, irmão de Dane Squires. "Ela dizia: ´Tem um fantasma conversando comigo no telefone. Por favor, algum tente me dizer o que está acontecendo porque eu acho que perdi a noção da realidade.´ " Dane Squires foi inicialmente identificado como o homem que morreu na sexta-feira da semana passada ao ser atropelado por um trem. O corpo foi mutilado, mas algumas características eram muito parecidas com as de Squires, informou a polícia. As autoridades locais ainda não identificaram a vítima. "Ele foi à casa da minha irmã e quem abriu a porta desmaiou", disse Gilbert Squires, lembrando que seu irmão não tinha consciência de toda a confusão até ler seu próprio obituário no jornal. A irmã de Squires identificou o corpo na semana passada, depois de uma visita ao instituto médico legal local, disse a polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.