Mortos em acidente aéreo na Indonésia chegam a 98

Hércules C-130, que operava desde os anos 70, transportava soldados e seus parentes; aviação do país tem altos índices de acidentes

AP, EFE E REUTERS, O Estadao de S.Paulo

21 de maio de 2009 | 00h00

Um avião militar indonésio que transportava soldados e seus parentes explodiu ontem ao cair sobre quatro casas no leste da Ilha de Java, deixando pelo menos 98 mortos, incluindo 3 que estavam em terra. O aparelho, um Hércules C-130, havia decolado de Jacarta com 13 tripulantes e 96 passageiros, 10 deles crianças, e seguia para Iswahyudi. Os sobreviventes foram levados a hospitais da região, a maioria com queimaduras e fraturas.As autoridades dizem ainda não saber o que levou a aeronave a perder altura e bater nos imóveis antes de aterrissar em um arrozal e se partir em dois. "O estado do avião era bom. Então, o acidente provavelmente foi provocado pelo mau tempo, pelo motor ou por um erro humano", afirmou o presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono. Uma fonte militar revelou que o Hércules estava em atividade desde a década de 70.Moradores da região relataram ter escutado uma forte explosão e, em seguida, uma das asas teria se desprendido. A aeronave teria começado a voar cada vez mais baixo até colidir com as casas e explodir.PRECARIEDADEA Indonésia tem um alto índice de acidentes aéreos, em grande parte por falta de manutenção dos aviões. Mas as recentes quedas foram de aeronaves da Força Aérea. No dia 10, um Hércules sofreu um acidente na pista de pouso do aeroporto na Província de Papua, deixando apenas um ferido. Na ocasião, a Força Aérea indonésia afirmou que checaria toda sua frota de aviões Hércules. A maioria dos aviões desse modelo, muitos de segunda mão, foi adquirida entre 1960 e 1975.Há quase 20 anos o Exército indonésio sofre com a falta de recursos financeiros. Governo e comandantes de alta patente admitem que é necessário um grande investimento para modernizar a frota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.