Mortos em acidente de trem no norte da Índia chegam a 50

Serviços de resgate já inspecionaram a maioria dos vagões que descarrilaram, um total de 14; feridos somam 150

Efe,

11 de julho de 2011 | 02h01

Acidente oconteceu na estação de Malwan, na região de Uttar Pradesh, e afetou o expresso que liga as cidades de Howrah e Nova Délhi

 

 

 

 

NOVA DÉLHI - Os serviços de resgate indianos recuperaram nesta segunda-feira, 11, outros 15 cadáveres entre os restos do trem que descarrilou no domingo no norte da Índia, com o que já são 50 as pessoas que morreram no acidente, segundo o vice-governador do distrito, Ram Chandra, citado pela agência indiana Ians.

 

Segundo Chandra, os serviços de resgate já inspecionaram a maioria dos vagões que descarrilaram - um total de 14 -, mas levaram para o local cachorros de rastreamento com a crença de que poderia haver ainda alguns passageiros em um vagão.

 

O chefe do hospital do distrito de Fatehpur, Keshav Narain Joshi, assegurou que os feridos são no total 150.

 

O acidente ocorreu pouco depois do meio-dia do domingo perto da estação de Malwan, na região de Uttar Pradesh, e afetou o expresso que liga as cidades de Howrah e Nova Délhi, disse à Ians o oficial de Ferrovias Pradeep Ojha.

 

Embora se desconheça a causa do acidente, vários oficiais asseguraram que o motorista do comboio ativou o freio de emergência justo antes de entrar na estação, quando o trem circulava a cerca de 105 km/h.

 

A Índia tem uma das redes de ferrovias mais espessas do mundo, mas ao mesmo tempo sofre frequentes acidentes devido a uma manutenção deficiente de suas infraestruturas, uma má sinalização ou erros de seu pessoal.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaacidentetrem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.