Mortos em explosão de oleoduto na Nigéria chegam a 250

Pelo menos outros 50 corpos foram encontrados na área da explosão de um oleoduto, ocorrida na última sexta-feira perto de Lagos, a capital econômica da Nigéria. Com a nova descoberta, chega a 250, o número de mortos no acidente, informou neste domingo a imprensa local.A maioria dos corpos, arrastados pelas ondas, estava espalhada pela praia. Os corpos estavam menos queimados que os achados anteriormente, sinal de que as vítimas se jogaram ao mar para escapar das chamas provocadas pela explosão.Um porta-voz da polícia de Lagos, Bode Ojajuni, declarou à EFE que 32 dos corpos foram encontrados neste domingo, quando o inspetor geral da polícia, Sunday Ehindero, visitava a área da catástrofe."É possível que mais corpos tenham sido encontrados depois que deixamos o local", afirmou Ojajuni.O porta-voz assegurou que seria difícil oferecer um "número oficial" das vítimas fatais neste momento, já que o mar poderia trazer mais corpos nos próximos dias.Acidente O acidente aconteceu na manhã de sexta-feira nas proximidades do porto de Atlas Cove, a sudoeste de Lagos, onde estão localizados muitos terminais de embarque de petróleo.Relatórios preliminares da polícia revelam que o oleoduto explodiu quando um grupo de ladrões carregava barris com o combustível roubado em botes de madeira, para depois vendê-lo no mercado negro."Descobriremos as causas do acidente, mas pedimos à população que nos ajudem, dando informações", disse Ojajuni. "É um desastre. Uma geração inteira de jovens foi varrida pelo acidente", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.