Mortos pela epidemia de cólera no Haiti já são mais de 2 mil

Segundo Ministério da Saúde, mais de 40 mil já foram hospitalizadas por conta da doença

Efe,

07 de dezembro de 2010 | 04h37

Criança é atendida em Porto Príncipe; 321 já morreram na capital.

 

PORTO PRÍNCIPE - As autoridades sanitárias do Haiti confirmaram nesta segunda-feira, 6, que 2.120 pessoas morreram no país pela epidemia de cólera que atinge os haitianos desde meados de outubro.

 

Segundo dados do último relatório do Ministério da Saúde Pública e População (MSPP) sobre a evolução da doença, o número de pessoas atendidas pelo surto chegou a exatos 93.222, sendo que 44.157 dessas foram hospitalizadas. Destas, 42.698 já receberam alta médica.

 

O único departamento que não tinha registrado óbitos era Nippes, que agora soma duas mortes, segundo o último boletim do MSPP, datado de 4 de dezembro.

 

Com 793 vítimas fatais, o departamento de Artibonite é o mais afetado pela epidemia, seguido pelo Norte, com 369, e pelo Oeste, que inclui a capital, Porto Príncipe, com 321 vítimas.

 

Na República Dominicana, separada do Haiti por uma fronteira de cerca de 30 quilômetros, foram registrados 20 casos de cólera, mas sem vítimas fatais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.