Mortos por causa das inundações chegam a 71 na China

Cerca de 10,6 milhões de chineses estão desabrigados; chuvas devem continuar

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 02h47

As chuvas torrenciais dos últimos dias no sul da China deixaram um saldo de 71 mortos e 10,6 milhões de desabrigados, enquanto as autoridades meteorológicas alertam para novas precipitações nos próximos três dias. Chuvas, deslizamentos de terra e inundações deixaram também 13 desaparecidos. Foi preciso remover 643 mil pessoas de suas casas nas províncias de Hunan, Cantão, Guangxi, Guizhou, Jiangxi e Fujian, informa hoje a imprensa estatal. Além disso, 57.600 hectares de plantações foram destruídos e mais de 100 mil casas sofreram danos. O prejuízo está avaliado em mais de US$ 436 milhões. Metade deste valor corresponde ao setor agrícola, segundo o Ministério de Assuntos Civis. A situação pode se agravar nos próximos dias com a chegada de novas chuvas, segundo os departamentos meteorológicos. "A previsão é de chuvas nos próximos três dias. Devemos manter o alerta para possíveis novas inundações", disse Huang Zhong, diretor do escritório meteorológico da província de Cantão, citado pelo jornal China Daily.

Mais conteúdo sobre:
China

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.