Mortos por cólera no Haiti ultrapassam 300; infectados já são mais de 4 mil

Bactéria que atinge o país é resistente a antibióticos; estudos vão determinar sequência genética

Efe

28 de outubro de 2010 | 14h50

GENEBRA - O número de mortos pelo surto de cólera no Haiti já ultrapassou 300, e a doença continua se alastrando pela população, que já tem mais de 4.722 infectados, segundo informou nesta quinta-feira, 28, a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A entidade sanitária das Nações Unidas cita os dados fornecidos pelo Ministério da Saúde haitiano divulgados na última quarta. A OMS assinalou que, após as análises de laboratório feitas tanto em Porto Príncipe como nos Estados Unidos, ficou provado que o tipo de bactéria de cólera que está afetando o Haiti é resistente a vários antibióticos. Atualmente, estão sendo feitos estudos para determinar a sequência genética da bactéria.

A maioria dos casos continua se concentrando no departamento de Artibonite, enquanto os demais se dividem pelo nordeste do país.

Tudo o que sabemos sobre:
cóleraHaitiOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.