Mortos por tornado nos EUA chegam a 124; feridos são 750

Fenômeno deixou um rastro de destruição 10 km de comprimento e quase um de largura em Joplin

EFE

25 de maio de 2011 | 01h01

Dano material causado pelo tornado é estimado em US$ 3 bilhões

 

 

WASHINGTON - As autoridades da cidade de Joplin, no Estado americano do Missouri, elevaram, nesta terça-feira, 24, para 124 o número de mortos e para 750 o de feridos no devastador tornado que destruiu boa parte da região no domingo.

 

Veja também:

especial 50 anos de desastres no mundo

O gerente municipal de Joplin, Mark Rohr, disse, em entrevista coletiva, que os trabalhos de resgate vão continuar. A passagem do tornado deixou um rastro de destruição de aproximadamente dez quilômetros de comprimento e quase um quilômetro de largura na cidade.

A empresa de classificação de riscos Eqecat informou que o prejuízo material causado pela catástrofe pode chegar a US$ 3 bilhões.

A força do fenômeno atingiu casas e edifícios do centro da cidade, de 50 mil habitantes, entre eles um hospital, que ficou praticamente em ruínas. As autoridades federais informaram que mais de 8 mil construções foram danificadas.

O Serviço Nacional de Meteorologia classificou o fenômeno na categoria EF-5, a mais alta de sua escala, com ventos de mais de 320 km/h.

Segundo a Guarda Costeira e a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, na sigla em inglês), trata-se do tornado mais mortífero nos Estados Unidos desde 1953.

 

Tudo o que sabemos sobre:
tornadoEUAMissouri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.