Mortos quatro xiitas de uma mesma família em Bagdá

Uma família xiita de quatro membros foi assassinada a tiros em Bagdá na noite passada, sem que se saiba as possíveis razões deste assassinato a sangue frio, disseram hoje fontes policiais iraquianas. Segundo as fontes, vários homens armados entraram na casa em Al Dura (sul de Bagdá) onde viviam duas irmãs, um irmão e sua tia, colocaram-nos contra a parede e dispararam, no que parece ser um atentado de caráter sectário. A violência entre xiitas e sunitas se estendeu no Iraque desde 22 de fevereiro, após o atentado contra um grande mausoléu xiita em Samarra, e calcula-se que em todo este tempo a violência sectária já tenha causado a morte de cerca de 1.500 pessoas. Além disso, dois carros-bomba explodiam na manhã de hoje nos bairros de Wihda e Talibiya, ambos no leste de Bagdá, causando dois mortos e onze feridos, disse à EFE o comandante de Polícia Salam Khatab.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.