Moscou qualifica conferência sobre o Iraque de proveitosa

A Rússia qualificou nesta segunda-feira, 12, de "proveitosa" a conferência sobre o Iraque, realizada no último sábado em Bagdá, e destacou que o restabelecimento da paz depende da população do país árabe."Partimos da base de que a rápida resolução da situação no Iraque está nas mãos dos próprios iraquianos por meio de um diálogo franco que conduza à paz e à concórdia", disse Mikhail Kamynin, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores russo.Kamynin ressaltou que a reunião também representou um passo positivo para os países interessados em estabilizar a situação no Iraque.Participaram da conferência Irã, Turquia, Síria, Kuwait e Arábia Saudita, além de Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido, como membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU.Também estiveram presentes delegados da Liga Árabe,representantes da Organização da Conferência Islâmica, do Egito e do Bahrein.A reunião, a primeira deste tipo realizada no Iraque, foiconvocada pelo governo de Nouri al-Maliki em um último esforço para evitar uma guerra civil e a divisão do país.Segundo a ONU, pelo menos 34 mil pessoas morreram em 2006 em conseqüência da violência entre extremistas da minoria sunita e a maioria xiita no Iraque.A mesma fonte estima que pelo menos 2 milhões de iraquianos fugiram do país devido à violência, e 1 milhão deles estão refugiados na Síria e outros 750 mil, na Jordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.