Mossad tenta usar terroristas contra Teerã, diz revista

Passando-se por agentes da CIA, espiões israelenses estão recrutando integrantes do grupo terrorista paquistanês Jundallah para atacar o Irã. A acusação foi feita ontem pela revista americana 'Foreign Policy', com base em documentos secretos da inteligência americana e no depoimento de quatro espiões da CIA. Grupo radical sunita, o Jundallah é responsável por ataques a autoridades iranianas, além de atentados que mataram mulheres e crianças - o que o levou a ser classificado como "organização terrorista" por Washington.

O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2012 | 03h06

Ainda segundo a revista, agentes israelenses com "passaportes e dólares americanos" estariam estabelecendo contato com os terroristas principalmente em Londres.

O relatório da CIA descrevendo a operação do Mossad teria sido preparado ainda no governo George W. Bush. Uma fonte citada na reportagem conta que as operações dos espiões de Israel eram feitas "na cara" dos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.