Motim em prisão dominicana deixa 28 mortos

Um motim carcerário provocado por uma inspeção de surpresa hoje em busca de armas deixou pelo menos 28 presos mortos numa prisão dominicana. A maioria das mortes ocorreu devido à inalação de fumaça na superlotada e mal ventilada prisão estatal situada a 125 quilômetrosa noroeste da capital, São Domingos, disse o porta-voz policial, coronel Francisco Radríguez. Agentes da penitenciária anunciaram uma inspeção de surpresa e confinaram os presos a suas celas. Pouco depois, os prisioneiros iniciaram um protesto em massa, queimando camas e colchões. A fumaça inundou as superlotadas celas e as autoridades não conseguiram resgatar todos os detidos. Pelo menos oito deles se encontravam em condições críticas e outros 22 receberam tratamento pelas queimaduras no hospital da de La Vega, onde está situada a penitenciária.Um funcionário da prisão que pediu para não ser identificado disse que a calma já havia sido restabelecida no local, embora ainda se escutassem gritos e sirenes.A prisão foi construída para 300 pessoas e atualmente abriga 545 presos. Em janeiro, outra rebelião carcerária em La Vega havia deixado dois mortos e sete feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.