Motorista atropela e mata 8 ciclistas na Itália

Um automóvel Mercedes em alta velocidade atingiu em cheio um grupo de ciclistas no sul da Itália matando oito pessoas, informaram policiais. O motorista, um jovem marroquino sem carteira de habilitação, estava drogado, afirmaram as autoridades. O desastre aconteceu hoje perto de Lamezia Terme, na região da Calábria. Além dois oito ciclistas mortos, quatro pessoas ficaram feridas: dois ciclistas, o motorista de um outro automóvel e um menino que estava com o motorista no outro carro atingido, disse Maria Dolores Rucci, comandante da polícia rodoviária de Catanzaro.

AE, Agência Estado

05 de dezembro de 2010 | 18h12

Segundo a agência Ansa, o motorista, que teve ferimentos leves, foi detido e acusado de homicídio múltiplo. Um porta-voz policial não quis informar o nome do motorista, mas afirmou que os testes confirmaram que ele fumou maconha antes de dirigir.

Uma investigação preliminar indica que o homem dirigia seu Mercedes e tentou uma ultrapassagem na estrada provincial 18, quando atingiu o grupo de 10 ciclistas. A visibilidade era boa no local na hora do acidente.

É bastante comum, na Itália, que grupos de ciclistas amadores percorram estradas vicinais nos finais de semana. Como resultado do acidente, o chefe da Federação de Ciclismo da Itália, Renato di Rocco, denunciou o "violento massacre" dos ciclistas nas rodovias do país e enviou pêsames às famílias dos mortos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AcidenteatropelamentociclistasItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.