AFP PHOTO / Sarah BRETHES
AFP PHOTO / Sarah BRETHES

Homem que invadiu com carro uma pizzaria em Paris havia tomado muitos medicamentos

Autoridades já vinham descartando motivações terroristas; motorista era um ‘desconhecido para os serviços de inteligência e para a Justiça’ do país

O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2017 | 17h04
Atualizado 15 Agosto 2017 | 10h48

PARIS - O homem que invadiu com seu carro uma pizzaria na noite de segunda-feira 14 em Paris, matando uma adolescente e ferindo 13 pessoas, havia tomado uma grande quantidade de remédios, segundo uma fonte judicial. Autoridades já vinham descartando motivação "terrorista".

O motorista do veículo confirmou à polícia "que havia absorvido uma quantidade importante de medicamentos", afirmou nesta terça-feira, 15, a fonte. "As declarações que deu até agora não permitem estabelecer a motivação."

Nascido em 1985 e detido após os fatos, o suspeito teria a intenção de se suicidar, segundo fontes. Ele invadiu com uma BMW a entrada de uma pizzaria em Sept-Sorts, leste de Paris, no departamento de Seine-et-Marne, segundo o Ministério Público de Meaux.

Uma menina de 12 anos, morreu, indicou o porta-voz do Ministério do Interior, Pierre-Henry Brandet, à emissora de televisão BFMTV. Outras quatro pessoas estão em estado grave - incluindo o irmão mais novo da vítima - e oito levemente feridas.

De acordo com o Ministério Público de Meaux, tratou-se de um "ato deliberado". O homem era um "desconhecido para os serviços de inteligência e para a Justiça", disse Brandet, e declarou "ter tentado colocar um fim a seus dias" no domingo, mas não teve sucesso.

O incidente aconteceu em um momento de forte ameaça terrorista na França e cinco dias após um ataque executado com um veículo contra um grupo de militares em Levallois-Perret, também em Paris. Desde 2015, a França registrou vários atentados que deixaram mais de 200 mortos. / AFP

Mais conteúdo sobre:
França [Europa]Paris [França]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.