Motorista de Bin Laden é condenado a 14 anos

GUERRA AO TERROR

, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2010 | 00h00

O sudanês Ibrahim al-Qosi, ex-cozinheiro e motorista de Osama bin Laden, de 50 anos, foi condenado ontem a 14 anos de prisão por um tribunal militar na base americana de Guantánamo. Qosi admitiu trabalhar como segurança pessoal de Bin Laden e o ter ajudado a figir. O sudanês, no entanto, pode cumprir menos tempo da sentença por causa de um acordo feito com a acusação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.