Motorista filipino seqüestrado no Iraque já está em casa

O motorista filipino Agnelo De La Cruz, libertado por seqüestradores após as Filipinas terem atendido à exigência de retirar seus 51 soldados do Iraque, foi recebido como herói nesta quinta-feira em seu país. ?Estou muito, muito feliz?, disse o motorista em uma coletiva de imprensa. ?Agradeço à presidente Gloria Arroyo e nosso governo por valorizar a vida?, completou.A população filipina elogiou a atitude do governo, mas os aliados de Manila ? principalmente os EUA ? não receberam bem a decisão. Ao mesmo tempo em que De La Cruz era recebido como rei, o embaixador norte-americano nas Filipinas, Francis Ricciardone, embarcava para Washington. Uma porta-voz da embaixada afirmou que Ricciardone foi aos EUA, por iniciativa própria, para reavaliar a relação entre os dois países. Dois dias antes, ele dissera a um jornal local que o desfecho do caso poderia trazer conseqüências a Manila.

Agencia Estado,

23 de julho de 2004 | 01h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.