BBC
BBC

Motorista pula de ponte para evitar bafômetro

Ao ser interceptado por policiais, morador de Nova Orleans saltou em lago gelado

BBC Brasil, BBC

19 de março de 2012 | 07h45

NOVA ORLEANS - Um motorista da cidade de Nova Orleans, nos Estados Unidos, encontrou um modo extremo de escapar ao teste do bafômetro: pulando de uma ponte.

A polícia interceptrou Thomas Robert Harter, de 44 anos, quando ele atravessava uma ponte com seu carro e, para escapar do teste, e de ir para a prisão, ele saiu do veículo e saltou da ponte Pontchartrian, caindo no lago situado seis metros abaixo.

O incidente ocorreu no domingo à tarde, após um motorista ter chamado a polícia, acusando-o de estar acima da velocidade e de não estar dirigindo em linha reta.

Segundo a polícia, assim que foi interceptado, Harter saltou do veículo sem ser solicitado. Um policial teria pedido os documentos de seu veículo e pedido que ele fizesse testes para aferir se ele estava ou não sóbrio. Em princípio, ele consentiu.

'Comida de caranguejo'

Mas em seguida se esquivou, correu em direção à extremidade da ponte e saltou. Um dos policials ainda tentou agarrá-lo, mas não conseguiu.

As águas do lago estavam agitadas e geladas, segundo a polícia, e os oficiais temiam que ele pudesse ser carregado pela correnteza.

Mas ele conseguiu se agarrar a uma das bases da ponte. Equipes de resgate conseguiram capturá-lo, após terem jogado um colete salva-vidas.

A circulação na ponte foi interrompida por meia hora. Assim que foi resgatado, Harter acabou sendo preso. Foi a oitava vez que ele foi detido por dirigir embriagado.

Carlton Dufrechou, o policial que interceptou o veículo de Harter, chegou a brincar, afirmando que ir para a prisão foi melhor para ele do que ter virado ''comida de caranguejo''.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.