Adnan Abidi/REUTERS
Adnan Abidi/REUTERS

Motorista transforma tuk tuk em ambulância para transportar pessoas com covid na Índia

Enquanto a Índia sofre com uma segunda onda devastadora da pandemia, pessoas como Mohammad Javed Khan se apresentam para ajudar suas comunidades a combater o vírus

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2021 | 20h00

BHOPAL, Índia - Quando Mohammad Javed Khan, motorista de 'tuk-tuk' - um triciclo motorizado para o transporte de passageiros - viu na cidade indiana de Bhopal pessoas carregando nos braços seus entes queridos doentes com covid-19, disse a si mesmo que não poderia ficar parado.

O homem de 34 anos vendeu as poucas joias de sua esposa e transformou seu tuk-tuk em uma pequena ambulância, que equipou com um cilindro de oxigênio, um oxímetro para medir o nível de oxigênio no sangue e outros instrumentos médicos.

Enquanto a Índia sofre com uma segunda onda devastadora da pandemia, pessoas como Khan se apresentam para ajudar suas comunidades a combater o vírus. 

"Uma pessoa gravemente doente não pode ser transportada para o hospital sem oxigênio", diz Khan à Agência France-Presse. "Então eu pensei, por que não transformar meu triciclo em uma ambulância? Ele não tem o espaço de uma ambulância, mas com certeza pode salvar vidas", conta. "Tenho visto pessoas jovens sem oxigênio lutando para sobreviver."

"E quando chamam ambulâncias, cobram entre 5 mil e 10 mil rúpias (aproximadamente R$ 356 e R$ 712). Como um pobre pode pagar isso? Principalmente no meio desta pandemia, na qual a maioria das pessoas não têm renda", continua.

Alguém deu a ele um cilindro de oxigênio, outra pessoa deu um oxímetro e então um médico o ensinou como usar esses equipamentos para transportar os pacientes com segurança para o hospital.

Solidariedade

"Muitas pessoas me ajudaram com doações e a intenção é continuar com essa ação até que a pandemia acabe", diz Khan."É graças à ajuda de tantas pessoas que posso fazer isso. Não conseguiria sozinho."

Khan teve pequenos problemas com as autoridades quando a polícia o acusou de usar seu tuk-tuk sem uma autorização de transporte de emergência durante o confinamento no Estado de Madhya Pradesh, de acordo com a emissora local India Today. 

Mas esse incidente gerou tanta indignação, especialmente nas redes sociais, que a polícia retirou as acusações contra ele e até lhe concedeu "permissão especial".

O estado de Madhya Pradesh, como muitos outros neste imenso país de 1,3 bilhão de habitantes, viu um aumento nas infecções por coronavírus nas últimas semanas, causando grave escassez de oxigênio e outros suprimentos médicos essenciais.

Esta região, na qual uma em cada cinco pessoas testou positivo para covid-19, reportou mais de 12 mil novas infecções na segunda-feira.

Nesse contexto, crematórios e cemitérios não conseguem lidar com o fluxo.

A Índia já ultrapassou 20 milhões de casos e 222 mil mortes desde o início da pandemia, de acordo com um balanço oficial. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Índia [Ásia]coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.