Moussaoui diz ter mentido sobre envolvimento no 11/9

LF: Após ser condenado à prisão perpétua, membro assumido da Al-Qaeda voltou atrás e disse não ter feito parte dos planos para seqüestrar um 5º avião em Setembro de 2001 Condenado à prisão perpétua na última semana, o membro assumido da Al-Qaeda Zacarias Moussaoui resolveu voltar atrás em um depoimento que concedeu no dia 27 de março. À época, o militante disse ter participado do planejamento para os ataques de Setembro de 2001. Agora, Moussaoui tenta conseguir um abrandamento para a pena dizendo que mentiu sobre essa participação.Em uma petição arquivada na sexta-feira e apresentada nesta segunda, Moussaoui esclarece ter testemunhado que seqüestraria um quinto avião no dia 11 de setembro de 2001 para arremessá-lo contra a Casa Branca, "mesmo sabendo que aquilo era uma invenção".Uma corte federal livrou o francês de 37 anos da pena de morte na última quarta-feira. Na quinta, a juíza distrital Leonie Brinkema condenou-o à prisão perpétua em um prisão de segurança máxima do Colorado. Quando anunciou a sentença, Brinkema alertou Moussaoui: "Você não tem o direito de apelar desta sentença, como foi explicado quando você assumiu a culpa", em abril de 2005. "Você desistiu deste direito."Os advogados de Moussaoui disseram ter arquivado a petição cientes de que uma lei federal "proíbe a defesa de retirar a culpa assumida após a imposição da sentença". Eles o fizeram, dizem, devido a "problemática relação que mantiveram com o cliente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.