AFP PHOTO / RONALDO SCHEMIDT
AFP PHOTO / RONALDO SCHEMIDT

MP da Venezuela investiga morte de homem que teria sido queimado durante manifestação

Se for confirmado, número de mortos em protestos contra o governo de Nicolás Maduro será elevado para 97

O Estado de S.Paulo

19 Julho 2017 | 12h15

CARACAS - O Ministério Público da Venezuela informou na terça-feira 18 que investiga a morte de um homem identificado como Héctor Anuel, que teria sido queimado durante uma manifestação no Estado de Anzoategui, no leste do país.

"As Promotorias 42 e 20 de Anzoategui investigam a morte de Héctor Anuel, que foi queimado durante uma manifestação em Lechería #19jul", informou o Ministério Público em sua conta no Twitter sem oferecer detalhes ou data específica da morte.

Se for confirmado que Anuel morreu em uma manifestação, o número de mortos em razão dos protestos contra o governo de Nicolás Maduro será elevado para 97.

Na terça-feira, opositores bloquearam ruas e avenidas de Caracas durante várias horas em manifestações que não foram convocadas pela Mesa da Unidade Democrática (MUD), coalizão opositora.

As ações aconteceram dois dias depois do plebiscito convocado pela oposição no qual mais de 7 milhões de venezuelanos votaram contra a Assembleia Constituinte, convocada por Maduro para mudar a constituição.

A oposição anunciou que formará um governo de transição e convocou uma greve geral para quinta-feira para elevar a pressão contra a Constituinte. / EFE e AFP

Mais conteúdo sobre:
Venezuela [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.