EFE/Cristian Hernández
EFE/Cristian Hernández

MP venezuelano abre investigação contra programa de TV chavista

Procuradora acata pedido de partido opositor após Zurda Konducta divulgar escutas na TV estatal

O Estado de S.Paulo

26 Maio 2017 | 16h06

CARACAS - Em mais um sinal de distanciamento da cúpula chavista, o Ministério Público da Venezuela abriu uma investigação contra o programa Zurda Konducta, da rede de TV estatal VTV.

A procuradoria acatou um pedido do partido opositor Voluntad Popular e requisitou ao Ministro de Comunicação Ernesto Villegas uma cópia do programa, no qual, segundo a legenda opositora, foram divulgadas gravações telefônicas ilegais sobre um protesto da oposição no ano passado. 

Os apresentadores do programa, Pedro Carvajalino, Fidel Madroñero e Oswaldo Rivero, confirmaram a intimação e criticaram a procuradoria. 

"Chamam um procurador para desenterrar algo de nove meses atrás para quê? Para nos censurar? Para que não possamos sair na rua?", questionou Rivero em sua conta no Twitter. 

 

"A procuradora (Luísa Ortega Díaz) quer o quê? Me prender? Que me prendam junto com Leopoldo López. Seremos presos políticos do Voluntad Popular", acrescentou. 

Há algumas semanas, Ortega Díaz, nomeada ao cargo pelo presidente Hugo Chávez, tem mostrado sinais de distanciamento do governo, fazendo críticas à repressão aos protestos da oposição e à iniciativa do presidente Nicolás Maduro de convocar uma nova Assembleia Nacional Constituinte. 

Dentro do chavismo, a procuradora passou a ser alvo de críticas. Nesta semana, ela foi chamada de "traidora" pelo presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Diosdado Cabello. Militantes pró-governo prometem uma manifestação pela demissão de Ortega Díaz.  O deputado Elías Jaua, responsável pelo esboço de convocação da Constituinte, disse que a ação do MP sem estar pautada em provas é mais um motivo para uma nova Constituição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.