Mubarak acena e sorri na volta ao tribunal no Egito

Hosni Mubarak, presidente do Egito deposto depois de décadas no poder, voltou ao tribunal no Egito neste sábado acenando e sorrindo para a retomada do julgamento em que é acusado de matar 900 manifestantes durante os protestos de 2011 que forçaram a sua saída do governo.

Agência Estado

14 Setembro 2013 | 11h29

O ex-ditador de 85 anos, que atualmente cumpre prisão domiciliar, foi condenado e sentenciado a cumprir prisão perpétua por falhar em parar com a matança, mas a sentença foi derrubada no começo do ano e um novo julgamento foi pedido.

O novo julgamento ocorre diante de um cenário de contínua turbulência no Egito. A agitação voltou depois do golpe que derrubou o sucessor de Mubarak, Mohamed Morsi. O governo interino apoiado por militares têm perseguido membros da Irmandade Muçulmana de Morsi e prendeu centenas de pessoas por incitar a violência.Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EGITOMUBARAK

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.