Mubarak afirma que manifestantes não morreram em vão no Egito

O presidente do Egito, Hosni Mubarak, confirmou na quinta-feira que não concorrerá à Presidência novamente e disse que aqueles que perderam a vida durante os protestos não morreram em vão.

REUTERS

10 de fevereiro de 2011 | 19h56

Mubarak expressou dor por aqueles que perderam familiares.

Dizendo estar se dirigindo às pessoas na Praça Tahrir, no Cairo, e à nação, ele afirmou acreditar na honestidade das exigências dos manifestantes e em suas intenções.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOMUBARAKMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.