Mubarak diz que é urgente a paz no Oriente Médio

O presidente egípcio, Hosni Mubarak, concluiu, nesta terça-feira, seu giro diplomático pela Europa com uma vista a Roma, onde insistiu em que a necessidade "mais urgente" é conseguir a paz no Oriente Médio e que, caso isso não ocorra, "o terrorismo se converterá em um problema cada vez mais grave para todo o mundo"."Neste momento, o problema mais urgente e mais grave é o Oriente Médio, ou seja, como salvar a paz na região (entre israelenses e palestinos)", afirmou Mubarak no aeroporto militar romano de Ciampino, pouco antes de regressar ao Cairo.Durante sua breve estadia na Itália, Mubarak, que chegou a Roma procedente de Berlim, almoçou com o presidente italiano, Carlo Azeglio Ciampi, e se reuniu com o primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, com quem abordou o tema do terrorismo.Segundo o chefe de Estado egípcio, caso o problema do Oriente Médio não seja resolvido imediatamente, "o terrorismo não apenas continuará como se converterá em um problema cada vez mais grave para todo o mundo".Antes de deixar Roma, Mubarak reiterou que o Egito "apóia os Estados Unidos na luta contra o terrorismo", mas acrescentou: "Devemos examinar e discutir bem e com grande atenção o que fazer antes de iniciarmos qualquer ação".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.