Muçulmanos protestam contra líder cristão no Egito

Centenas de muçulmanos ortodoxos, vários deles membros da Irmandade Muçulmana, bloquearam neste domingo linhas de trens e rodovias para protestar contra a nomeação de um cristão copta como governador.

AE, Agência Estado

17 de abril de 2011 | 12h29

Os manifestantes marcharam pelo segundo dia consecutivo em frente ao escritório do governador, na cidade de Qena, sul do país, e colocaram barricadas nas vias, impedindo vários trens de sair de Qena e Luxor, um popular ponto turístico.

O conselho militar que governa o Egito nomeou na sexta-feira 20 novos governadores para substituir aqueles que serviram durante o regime de Hosni Mubarak, presidente derrubado em fevereiro após uma onda de protestos populares.

Os manifestantes exigem a nomeação de um muçulmano como governador em Qena. A minoria copta no Egito representa aproximadamente 10% da população do país e se queixa de discriminação, que segundo eles os deixa relegados a cidadãos de segunda classe. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.