Muçulmanos são condenados por planejar ataque na Austrália

Homens foram considerados culpados pro armazenares explosivos e armas para realizar ataque terrorista

Efe,

15 de outubro de 2009 | 22h35

Cinco muçulmanos australianos foram condenados nesta quinta-feira, 15, por terem planejado atentados a bomba no país em represália ao apoio de Canberra às guerras no Afeganistão e Iraque.

 

Um tribunal do estado de Nova Gales do Sul considerou Abdul Hassan, Khaled Cheikho, Mohammed Elomar, Mohammed Jamal e Mustafá Cheikho culpados por armazenarem explosivos e armas para realizar um massacre na Austrália, que nunca sofreu um ataque terrorista.

Tudo o que sabemos sobre:
terroristasAfeganistãoIraqueSydney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.