Mugabe encerra campanha chamando Blair de "arrogante"

O presidente de Zimbábue, Robert Mugabe, de 78 anos, encerrou nesta sexta-feira a campanha para as eleições deste sábado e domingo no Zimbábue com a confiante predição de vitória e lançando um duro ataque contra o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, ao qual chamou de "sujeitinho arrogante".Em um discurso para mais de 15 mil pessoas em Bindura, nordeste de Harare, Mugabe acusou o rival, o líder de oposição Morgan Tsvangirai, de 49 anos, de ser uma marionete da Grã-Bretanha, ex-potência colonial. O presidente, há 22 anos no poder, também ridicularizou as pesquisas de opinião, que prevêem sua derrota.Contudo, ameaçado por Tsvangirai, Mugabe usou da violência de seus partidários, de novas leis repressivas e de seus poderes especiais para impor uma lei eleitoral e tentar assegurar a reeleição. Tsvangirai, do Movimento pela Mudança Democrática, encerrou a campanha percorrendo a zona industrial da capital, seu principal reduto eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.