Mugabe quer assento no CS para país africano

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, censurou os bombardeios à Líbia feitos pela Otan, que, segundo ele, estaria interessada apenas no petróleo do país. Ele acusou o Tribunal Penal Internacional de fazer vista grossa a delitos cometidos por George W. Bush e Tony Blair. Também pediu um assento permanente para algum país da África no Conselho de Segurança.

O Estado de S.Paulo

23 Setembro 2011 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.