Mujica defende o combate à cultura do desperdício

O presidente do Uruguai está pedindo aos líderes mundiais para

Agência Estado

15 de junho de 2014 | 21h29

combater a "cultura do desperdício", na qual as nações pobres tentam imitar os países mais ricos, em vez de viver em equilíbrio com o meio ambiente.

Ao discursar neste domingo na Bolívia, na reunião de cúpula do Grupo dos 77 e China, Jose Mujica considerou o crescimento do consumismo "uma armadilha" que irá produzir ganho material à custa do desenvolvimento humano.

Mujica é um ex-líder guerrilheiro que ganhou a atenção por seu estilo de vida simples, sem supérfluos, mesmo sendo presidente do Uruguai, o que incluiu manter-se dirigindo seu velho Fusca e seguir vivendo em uma fazenda simples.

Os líderes da oposição na Bolívia têm criticado a cúpula de representantes

pelo desperdício de dinheiro. O presidente Evo Morales defende a reunião, dizendo que vai ajudar a promover a Bolívia e suas reformas sociais.

Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
UruguaiMujicadesperdício

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.