Mujica é declarado vencedor da eleição no Uruguai

José Mujica foi declarado neste domingo vencedor da eleição presidencial no Uruguai depois que seu oponente, o ex-presidente Luis Lacalle, admitiu a derrota. O cofundador do movimento radical esquerdista Tupamaros dirigiu-se aos seus animados correligionários num discurso triunfante que também incluiu Lacalle e a oposição.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

30 Novembro 2009 | 02h17

"O mundo está de ponta-cabeça", disse Mujica aos exultantes apoiadores de sua candidatura. "Vocês é que deveriam estar neste palanque e nós é que deveríamos estar lhes aplaudindo porque vocês é que lideraram esta batalha", discursou. "Mas também devemos lembrar que há compatriotas entristecidos por estes resultados, e eles são nossos irmãos de sangue", afirmou o eleito. "Por isso, deve-se dizer que não há vencedores nem vencidos", declarou aos apoiadores que agitavam as bandeiras brancas, azuis e vermelhas da coalizão esquerdista Frente Ampla.

Lacalle, que governou o Uruguai de 1990 a 1995, admitiu a derrota depois que as pesquisas de boca-de-urna mostraram que Mujica tinha vencido com cerca de 51% dos votos. O resultado, numa eleição realizada porque nenhum dos candidatos conseguiu a maioria absoluta no primeiro turno, faz de Mujica o segundo rebelde latino-americano a se eleger presidente nos últimos anos, depois do presidente da Nicarágua, o ex-sandinista Daniel Ortega. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
ELEIÇÃO URUGUAI

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.