Mujica 'nem sabe' o que é maconha

Presidente propõe a legalização da droga no país

O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2013 | 02h02

Em meio ao debate para a legalização da maconha no Uruguai, o presidente do país, José Mujica, afirmou que "jamais" provou a droga e nem sequer tem "ideia" do que ela é.

Em entrevista à emissora Radio Carve, Mujica garantiu, entretanto, saber que muitos jovens uruguaios já tiveram experiências com a erva.

O desconhecimento de Mujica sobre a maconha, produzida a partir da planta do cânhamo, contrasta com a "atividade paralela" do presidente. O líder uruguaio, que doa quase 90% de seu salário à caridade, cultiva flores em sua casa para vender nos mercados de Montevidéu.

O presidente do Uruguai surpreendeu o mundo, no ano passado, ao anunciar sua pretensão de legalizar e comercializar a maconha, fazendo do Estado o responsável pela produção e pela distribuição da droga.

Para Mujica, a medida combaterá o narcotráfico e a violência do tráfico de drogas. A ideia é retirar o comércio das mãos dos traficantes, cujas atividades, segundo ele, são "piores do que a droga".

Depois de um ano de debate, período em que o presidente pediu para que a população aprendesse mais sobre as drogas e a finalidade de seu plano, o Parlamento uruguaio votará um projeto de legalização.

Na próxima semana, será apreciado o texto que prevê a liberação do cultivo doméstico de maconha e a criação de um órgão estatal para licenciar a venda e a produção da droga.

Segundo dados da Junta Nacional de Drogas, 20% dos uruguaios com idade entre 15 e 65 anos já usaram maconha alguma vez e 8,3% consumiram a droga nos últimos 12 meses. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.