Mulá Omar e Bin Laden estão juntos, diz ex-dirigente do Taleban

O líder religioso do Taleban, o mulá Mohammed Omar, atravessa uma evidente crise de credibilidade e escolheu unir seu destino ao de Osama bin Laden, com quem mantém estreito e cotidiano contato. A informação foi dada à imprensa japonesa pelo mulá Kahksar Akhund, ex-chefe dos serviços secretos do Taleban e ex-vice-ministro do Interior, que juntou-se às forças da Aliança do Norte. "Não sei onde se encontram agora Omar e Osama bin Laden, mas Omar depende da vontade de Bin Laden e mantém estreitos contatos com ele. Mas se não abandonar os terroristas e não os obrigar a deixar o Afeganistão será o fim, para ele e para o Taleban", disse Akhund.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.